Pular para o conteúdo principal

Como não aprender com nossos alunos?


Nessas idas e vindas cumprindo os compromissos da agenda necessária para o cargo de reitora, aprendo muito em reuniões na Câmara Federal, no Senado, nos encontros com os nobres colegas reitores dos IFs espalhados pelo Brasil, mas aprendo muito também com os estudantes do Ifap.



O exemplo mais recente disso foi durante a solenidade de inauguração do campus Santana do Ifap. Após a fala de boas vindas de nosso Diretor-Geral, Marlon Nascimento, tive a felicidade de ouvir o estudante Durval Neto. Como falou bem esse garoto. Uma fala profunda, madura, verdadeira. Não pude deixar de apreender suas palavras e elas tem ecoado em minha memória de maneira que não posso deixar de socializar parte de sua fala com vocês. Durval disse mais ou menos assim: " Que nossos governantes possam olhar para o Instituto Federal do Amapá e ver não apenas uma escola, mas sim uma maternidade na qual nascerão grandes cidadãos, homens e mulheres de bem, excelentes profissionais e empreendedores que farão a diferença nesse estado." Aplausos!

Comentários

  1. Esta fala do nosso aluno Durval Neto é digna de toda aceitação.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Para ver oportunidades na crise

Já circula entre nós há algum tempo a ideia de que um momento de crise é também um momento de oportunidade. Se, em teoria, essa máxima é até fácil de se entender, colocá-la em prática exige de nós uma energia e uma ousadia que, às vezes, nem imaginamos ser possuidores. Digo isso em referência a esses dias que temos vivenciado aqui em Brasília buscando mais apoio junto à Bancada Federal do Amapá para que, através de emendas, nossos possamos recompor o orçamento do Ifap para 2018, tendo em vista os cortes que o mesmo sofreu.
Trouxe na bagagem para enfrentar esse desafio, um detalhado mapeamento que nossos Diretores-Gerais fizeram junto com suas respectivas equipes identificando as principais demandas de cada uma das unidades do Ifap distribuídas em seis municípios do Amapá.
Não posso deixar de tornar público meus elogios a esse trabalho desenvolvido pela Diretora-Geral do campus Laranjal do Jari, Marianise Paranhos, que elencou como uma das prioridades para este campus a aquisição de u…

Fui bem ali, conversar no Oiapoque

Estar na fronteira de um país com as dimensões do Brasil nos dá a possibilidade de entender o exato poder que a educação tem para transformar nossas diversas realidades. Depois de uma longa viagem por estradas não muito convidativas, a Roda de Conversa com a Reitora do Ifap chegou a Oiapoque para, como o nome do projeto já deixa claro, conversar com meus colegas docentes e técnicos administrativos e com nossos promissores estudantes do Campus Avançado localizado naquele município.


E quanta admiração tenho por essa equipe do Oiapoque. São servidores que fazem muito mais do que cumprir seu expediente, são servidores que colocam sempre aquele empenho adicional presente nas grandes realizações humanas. Por assim serem, óbvio que tinham também diversas demandas para nós da reitoria tomarmos ciência e encaminhar, da forma mais célere possível, as soluções.

De sua parte, nossos estudantes também demonstraram que estão atentos e comprometidos com a melhoria da infraestrutura do campus Avança…

Ventos do extremo norte trazem desejo de autonomia

O que tenho aprendido todos os dias, desde que assumi a reitoria do Ifap? Que a opção pelo bem comum é sempre nossa. E assim tem sido minha trajetória. A cada Roda de Conversa com a Reitora sinto o quanto é importante o "olhar pra o outro", o "querer o melhor e lutar pelo melhor pra o outro" porque assim agindo colhemos construímos o melhor pra nós mesmos. Grata por "sentar, olhar e conversar com vocês" e, nas histórias ouvidas e ditas (com a mais líquida franqueza) uma certeza: "o Ifap faz muito bem a vocês, na medida em que vocês fazem um bem enorme ao Ifap". Que a Educação Pública e Gratuita de Qualidade seja o melhor motivo para o desenvolvimento deste município de Oiapoque. O campus Oiapoque quer crescer, ser autônomo. Isso é bom pra todos, então que o poder público local nos estenda a mão e lute conosco pra tornar isso realidade.